top of page

Por que sua empresa precisa de adotar os CIS Controls?

Os CIS Controls, também conhecidos como Controles CIS, são um conjunto de melhores práticas de segurança cibernética desenvolvidas pelo Center for Internet Security (CIS). Esses controles foram projetados para ajudar organizações a se defenderem contra as ameaças mais comuns e perigosas no ambiente digital. A implementação eficaz dos CIS Controls pode melhorar significativamente a postura de segurança de uma empresa, independentemente de seu tamanho ou setor.


Origem e Evolução dos CIS Controls


Os CIS Controls tiveram origem em 2008, como um esforço colaborativo entre especialistas em segurança cibernética do governo, indústria e academia. Desde então, os controles passaram por várias atualizações para acompanhar a evolução das ameaças cibernéticas e as mudanças tecnológicas. A versão mais recente, CIS Controls v8, foi lançada em maio de 2021 e reflete uma abordagem mais flexível e adaptável às necessidades atuais das organizações.


Estrutura dos CIS Controls


Os CIS Controls são divididos em 18 categorias principais, que cobrem uma ampla gama de práticas de segurança. Cada controle é projetado para ser implementado em um nível de maturidade, começando com medidas básicas, passando por controles fundamentais e chegando a práticas organizacionais mais avançadas. A seguir, apresentamos uma visão geral das 18 categorias:


  1. Inventário e Controle de Ativos de Hardware: Identificação e gestão de todos os dispositivos autorizados e não autorizados na rede.

  2. Inventário e Controle de Ativos de Software: Rastreamento e gerenciamento de software autorizado e não autorizado.

  3. Gerenciamento de Vulnerabilidades: Identificação, priorização e correção de vulnerabilidades.

  4. Controle de Uso de Privilégios Administrativos: Gerenciamento e monitoramento de contas com privilégios elevados.

  5. Segurança de Configuração para Hardware e Software: Implementação de configurações seguras para todos os dispositivos e softwares.

  6. Manutenção, Monitoramento e Análise de Registros de Auditoria: Coleta, gerenciamento e análise de registros para detectar atividades suspeitas.

  7. Proteção de Email e Navegação na Web: Implementação de medidas de segurança para proteger contra ameaças baseadas na web e e-mails maliciosos.

  8. Defesas Contra Malware: Implantação de soluções para detectar e prevenir a execução de malware.

  9. Limitação e Controle de Portas de Rede, Protocolos e Serviços: Restringir o tráfego de rede a serviços e portas autorizados.

  10. Capacidades de Recuperação de Dados: Implementação de procedimentos para backups regulares e recuperação de dados.

  11. Segurança para Dispositivos Móveis: Proteção de dispositivos móveis contra ameaças cibernéticas.

  12. Proteção de Dados: Implementação de medidas para proteger a integridade e a confidencialidade dos dados.

  13. Controle de Acesso Baseado em Necessidade de Conhecimento: Restrição de acesso a informações sensíveis com base em funções e responsabilidades.

  14. Segurança de Aplicações: Adoção de práticas seguras de desenvolvimento e manutenção de software.

  15. Resposta e Gerenciamento de Incidentes: Estabelecimento de um plano de resposta a incidentes cibernéticos.

  16. Testes de Penetração e Exercícios de Red Team: Realização de testes regulares para identificar e corrigir vulnerabilidades.

  17. Segurança da Cadeia de Suprimentos: Garantia de que terceiros também cumpram com requisitos de segurança.

  18. Gestão de Segurança: Implementação de políticas, procedimentos e treinamentos para reforçar a segurança organizacional.


Importância dos CIS Controls


Os CIS Controls são amplamente reconhecidos e adotados por diversas organizações em todo o mundo. Eles oferecem uma abordagem prática e acionável para melhorar a segurança cibernética. Além disso, esses controles são frequentemente referenciados por padrões e regulamentos de segurança, como o NIST Cybersecurity Framework e o GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados).

Uma das principais vantagens dos CIS Controls é que eles são priorizados com base no impacto que cada controle tem na redução do risco cibernético. Isso permite que as organizações direcionem seus esforços e recursos para as áreas que mais contribuem para a melhoria da segurança.


Implementação dos CIS Controls


Implementar os CIS Controls requer uma abordagem estruturada e bem planejada. Aqui estão alguns passos recomendados:

  1. Avaliação Inicial: Realizar uma avaliação de segurança para identificar lacunas em relação aos controles.

  2. Priorização de Controles: Focar inicialmente nos controles que oferecem o maior impacto na redução de riscos.

  3. Implementação Gradual: Adotar uma abordagem faseada, implementando os controles em etapas, começando pelos mais críticos.

  4. Treinamento e Conscientização: Garantir que todos os funcionários estejam cientes das práticas de segurança e recebam treinamento adequado.

  5. Monitoramento e Revisão: Estabelecer processos contínuos de monitoramento e revisão para garantir a eficácia dos controles implementados.


Desafios na Implementação




Embora os CIS Controls ofereçam um roteiro claro para melhorar a segurança cibernética, sua implementação pode enfrentar desafios. Algumas organizações podem encontrar dificuldades devido à falta de recursos, resistência à mudança ou complexidade tecnológica. No entanto, com o comprometimento da liderança e uma abordagem estratégica, esses desafios podem ser superados.


Os CIS Controls representam uma ferramenta valiosa para qualquer organização que busca fortalecer sua defesa contra ameaças cibernéticas. 

Ao seguir essas melhores práticas, as empresas podem não apenas proteger seus ativos e dados, mas também cumprir com requisitos regulamentares e ganhar a confiança de clientes e parceiros. 


Em um mundo cada vez mais digital e interconectado, adotar os CIS Controls é um passo essencial para garantir a segurança e a resiliência cibernética.


26 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page