Por que devemos investir em segurança mesmo com o orçamento reduzido?

Por que devemos investir em segurança mesmo com o orçamento reduzido?

By Freepik

 

Quando o orçamento de uma empresa aperta, a segurança virtual acaba se tornando uma das últimas prioridades na lista de áreas que precisam receber investimento. Os gestores não enxergam a necessidade de proteger os dados e os usuários como sendo algo de primeira necessidade. O fato é que mesmo com um orçamento reduzido uma empresa não pode abrir mão de ferramentas, estratégias e profissionais que garantam a integridade dos dados e o funcionamento adequado de uma empresa.

 

Não dar atenção a essa questão pode trazer grandes prejuízos e até mesmo causar falência. Cada vez mais, dependemos de soluções e ferramentas online para trabalhar e fazer negócios, por isso, estamos expostos a vulnerabilidades de todos os tipos. Mesmo uma empresa cujos negócios não sejam realizados pela internet dependem dela para ser eficientes e prosperar.

 

Diagnóstico preciso

Em primeiro lugar, é preciso avaliar as reais necessidades e possibilidades da empresa em questão. Por isso, um diagnóstico deve ser feito para que seja possível maximizar os recursos disponíveis e aproveitar melhor o que já está ao alcance dos profissionais do TI. Um orçamento reduzido significa que é preciso saber com precisão onde cada recurso está alocado, se está sendo eficiente e o que pode ser feito para que ele renda melhor.

 

Definir prioridades

Quando trabalhamos com um orçamento reduzido, é preciso escolher bem para onde vai o dinheiro. Será que o melhor é apostar todas as suas fichas em ferramentas caras, como firewalls e controles de segurança? Essa pode não ser a melhor solução. Que tal investir em programas de treinamento de funcionários, para que todos os colaboradores tenham consciência de que também são responsáveis pela integridade dos dados da empresa?

Dados mostram que 95% das invasões de hackers começam com um ataque de phishing feito por e-mail. Isso acontece porque os golpistas conseguem criar diversos disfarces nesse tipo de mensagem eletrônica, fingindo ser um parente, um colega de trabalho ou um prestador de serviço da nossa confiança. Muitas vezes, a prevenção (e a educação) pode ser a melhor arma.

 

Crie uma boa política de segurança

Outra maneira de não ser limitado pelo orçamento reduzido é ter uma política de segurança clara, fácil de entender e acessível a todos os funcionários e colaboradores. É muito difícil controlar o que todo mundo faz o tempo todo. Mas, em primeiro lugar, é preciso garantir que os colaboradores da sua empresa saibam que a empresa tem uma política de cibersegurança. É essencial orientar todas as equipes para que procurem saber quais são as regras e reforçá-las com frequência. Tendo consciência do que devem ou não fazer os funcionários terão mais ferramentas para garantir a segurança no trabalho e onde estiver.

 

Evite o uso do papel


Um cuidado básico que pode ajudar a evitar dores de cabeça e desperdício de um orçamento reduzido é evitar o uso de papel. Quando os colaboradores usam um login compartilhado para acessar algum tipo de serviço, não é raro que alguém anote a senha em um bloco, folha de rascunho, post-it ou outro. Isso também pode acontecer quando é necessário mudar a senha de acesso ao sistema da empresa algumas vezes por ano, justamente por questões de segurança.

No entanto, escrever senhas em papel é um risco para os dados da empresa. A melhor maneira de garantir que as senhas não sejam expostas é usando um administrador de senhas. Esses programas não só criam senhas fortes, aumentando a segurança no trabalho, como também armazenam todas elas. Dessa maneira, os funcionários não são obrigados a memorizar dezenas de acessos para diferentes contas.

 

Proteja seu Wi-Fi

Quando se tem um orçamento reduzido, é preciso olhar para as coisas óbvias, que poderiam passar despercebidas. O Wi-Fi da sua própria empresa pode ser uma porta de entrada para todo de ameaça e diminuir a segurança no trabalho.  Faz sentido, então tomar alguns cuidados para deixar esse ambiente de conexão mais protegido. Estabelecer uma senha forte para o acesso dos usuários é um bom primeiro passo para deixar o Wi-Fi menos exposto.

Também é recomendável criar duas redes separadas: uma exclusiva dos funcionários e outra para os visitantes. Só deve ter acesso ao Wi-Fi da empresa as pessoas e dispositivos que realmente necessitarem da rede para desempenhar suas funções. Conexões desnecessárias podem representar um perigo para a segurança no trabalho, para os dados da empresa e os dos funcionários. Um orçamento reduzido não precisa ser sinônimo de falta de cuidado.

 

Invista no backup dos dados importantes

Para não desperdiçar dinheiro do seu orçamento reduzido, é preciso preservar um dos principais patrimônios de uma empresa: suas informações. Sabemos que proteção perfeita não existe, infelizmente, por isso é preciso ter cópias das informações e documentos importantes para sua empresa. Isso evita que a companhia seja vulnerável a ataques do tipo ransomware. Se existe um backup dos dados de uma máquina invadida, não é necessário pagar para recuperar a informação sequestrada. Recomenda-se que existam dois backups: um físico e um na nuvem.

Para isso, você pode usar serviços que fazem cópias automáticas dos seus dados em servidores virtuais. Além de se proteger de ransomware, você sempre terá cópias de informações importantes caso apague algum arquivo essencial por acidente, por falha do sistema ou do hardware.

 

Faça seu investimento em soluções de segurança valer a pena

Parece incrível, mas é preciso tomar cuidado com promessas de soluções de segurança. Especialmente quando se está trabalhando com um orçamento reduzido. Existem casos em que a ferramenta não consegue entregar o que promete, e a integridade da sua operação e de seus dados ficam comprometida. Exija do seu fornecedor o POC (proof of concept), a prova de conceito. Isso significa fazer um teste da ferramenta no ambiente do cliente para identificar possíveis problemas de aplicação e implementação.

 

Pode ser que, antes de instalar a solução de segurança, seja necessário fazer algumas adaptações que adequem o produto à sua empresa. Isso é bom para todos os envolvidos: o cliente tem a certeza de que a segurança irá de fato funcionar. O prestador de serviços consegue fazer um diagnóstico prévio da situação do cliente e pode se preparar antes de implementar o serviço de maneira mais eficiente.

Siga-nos

       

 

Contato:

 SIA/SUL Trecho 03 Lote 990,  Cobertura - Edifício Itaú

 CEP: 71.200-030 - BRASÍLIA/DF

 +55 (61) 3363-8636

 contato@fasthelp.com.br

Enviar mensagem

Últimas Notícias